Pular para o conteúdo principal

Idolatria Gospel

Nívea Soares ex-integrante do Ministério Diante do Trono, chorou ao falar da idolatria na música gospel. A entrevista foi dada ao repórter fotográfico do portal CREIO, Getúlio Camargo e publicada na mesma seção do portal durante a Conferência Livres 2010 na Igreja Bola de Neve em São Paulo.

- Nós fomos gerados num contexto bem diferente do que está hoje. Na minha época não existia a palavra show e eu me lembro dos cultos que a gente tinha e não existiam celebridades nestes cultos. Não tinha interesse em tirar fotos porque a presença de Deus era tão palpável que as pessoas mergulhavam na presença-, afirmou.

Após ministrar no Diante do Trono em 2003 a cantora iniciou carreira solo e gravou os álbuns ‘Reina Sobre Mim’, ‘Enche-me de Ti’ e o último no formato acústico no Citibank Hall em fevereiro de 2009. Durante o congresso Nívea disse que ministrou sobre este tema aos jovens e alertou como as novas gerações precisam esquecer as aparências e se focar na palavra. “A gente quer Jesus mais do que quer tirar foto com o cara que quer ministrar. Precisamos voltar este tempo”, argumentou aos prantos.

Caro leitor, fico extremamente feliz em saber que ainda existem pessoas que servem ao Senhor por aquilo que Ele é. Confesso que foi extremamente gratificante descobrir que a Nívea Soares repudia o espírito idólatra do denominado movimento gospel.

Minha oração é que o Espírito Santo de Deus ministre sobre a vida dos cantores evangélicos convencendo-os de seus delitos e pecados, levando-os por consequinte a um estilo de vida simples, apaixonado e centrado no Senhor.

Pense nisso

Comentários

  1. Olá meus irmãos Graça e Paz.

    Gostaríamos de compartilharo nosso Blog; Mensagem Edificante para Alma
    Se desejares conhecer o nosso blog, será um prazer
    tê-lo como visitante e se desejares nos seguir, ficaremos felizes.

    "Mensagem Edificante para Alma"
    http://josiel-dias.blogspot.com/

    Aprendendo uns com os outros crescemos em graça
    e conhecimento.

    Josiel Dias
    Congregacional
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Vendavais

Pegue-se olhando uma árvore no tempo, o vento soprará e ela irá pra lá e pra cá em um movimento suave e harmonioso. Essa mesma árvore em meio a um vendaval, seu movimento se tornará agitado, complexo e desarmonioso! E não estando bem enraizada, cairá.

Assim somos nós, árvores, nas quais soprando os vendavais da vida. Nossas raízes precisam ser profundas e fortes na Palavra que é o solo que nos sustenta; é necessário buscar a obediência, a fé, a perseverança, a confiança, a atitude, em nos esvairmos de nós mesmos e nos enchermos de Deus. .

Não serão poucas às vezes em que a angústia, a saudade, as boas lembranças, mas também as decepções nos alcançarão. É como o vendaval que torna o movimento desarmonioso, nos afastando, mesmo que por um momento do que nos mantém de pé.

Um bom exemplo de raiz profunda foi o Jovem Davi, o qual diante de um tufão chamado Golias, firmado em Deus, sua essência, triunfou! Ele não enfrentou somente o gigante Golias, também precisou lidar com suas limi…
ALEGRIA - Postura positiva ou emoção favorável; deleite. A Bíblia menciona vários tipos de alegria. Até mesmo os ímpios podem experimentá-la quando triunfam sobre os justos (1 Co 13.6; Ap 11.10).

Entretanto, a alegria que o povo de Deus precisa ter é santa e pura. Ela se mantém viva apesar das circunstâncias e concentra-se no caráter de Deus.

O salmista, por exemplo, regozijou-se com a justiça (71.14-16), com a salvação (21.1; 71.23), com a misericórdia (31.7), a criação (148.5), a Palavra (119.14, 162) e a fidelidade de Deus (33.1-6).

As características divinas, bem como seus atos, são a causa desse regozijo.

A alegria exigida do justo vem do Espírito de Deus. Esse tipo de alegria focaliza além do presente ela enxerga a salvação futura (Rm 5.2; 8.18; 1 Pe 1.4,6) e ela enxerga o nosso Deus soberano, que faz com que todas as coisas cooperem para o bem.

Esse tipo de alegria distingue-se do mero contentamento. É possível ter alegria mesmo em meio à tribulação (1 Co 12.26; 2 Co 6.10; 7.4).

ESTÁ…

Melhor presente

Não tenho medo da morte porque sei que ela vai me levar um dia para junto de Deus, o que sinto é tristeza por ter que deixar esses três. De todas as alegrias que já tive nenhuma se iguala a honra que minha esposa me deu de ser pai, de gerenciar um ser que não é meu, mas do Senhor.
Não sou perfeito e nem busco ser herói para meus filhos, prefiro ensiná-los através da minha humanidade, das virtudes, mas também das debilidades e falhas, eles precisam ver que eu não sou perfeito, mas que em toda a minha vida eu tentei ser bom e amigo.
Se depois de minha partida quiserem dizer algo sobre mim, que possam erguer a voz com orgulho e dizer: foi meu amigo e me quis mais perto de Deus.
Meu desejo é viver com minha família como quem sabe que vai morrer um dia, e que eu morra como quem soube viver.
Como disse o apóstolo: esquecendo das coisas que ficaram para trás e prosseguindo para o alvo...